Detalhes

  • Última vez online: 7 horas atrás
  • Gênero: Feminino
  • Localização:
  • Contribution Points: 2,356 LV9
  • Papéis:
  • Data de Admissão: dezembro 1, 2014
Completados
Alice na Fronteira
6 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jan 25, 2021
8 of 8 episódios vistos
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10

I.N.C.R.Í.V.E.L

Ouvi todo mundo falar muito bem desse dorama e minhas expectativas foram lá no alto. Dessa vez, felizmente, eu não fiquei nada decepcionada e é um dos melhores J-dramas que eu já assisti!

Mesmo o enredo não tendo nada de comum além dos jogos, esse dorama me lembrou muito Liar Game (outro dos meus J-drama favoritos), assim que eu vi o trailer. Foi a primeira coisa que me incentivou a assistir.

O drama começa quando, de repente, todas as pessoas de tokyo desaparecem e o principal (Arisu), um garoto que largou a faculdade e passa a maior parte do seu tempo em casa jogando, e seus dois amigos são transportados para uma nova realidade. Onde pra sobreviver você têm que participar de jogos de vida ou morte.

É muito interessante como cada naipe de cartas mostra um tipo de jogo e como cada um deles eram muito bem bolados. Era difícil desgrudar os olhos da televisão mesmo com as cenas pesadas, eu fiquei meio que vidrada tentando descobrir o que ia acontecer, quais seriam as reviravoltas.
As atuações foram ótimas, a história de todos os personagens é muito bem desenvolvida pra oito episódios e as cenas de ação são espetaculares. Foi incrível.

Apesar de eu ter gostado muito, se você for uma pessoa mais sensível ou com estômago fraco, esse dorama pode não ser pra você. Tem cenas de sexo, muito sangue, várias mortes (bastante explícitas) e uma cena de tentativa de abuso sexual, então não assista se não tiver estômago pra isso.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
365: Repita o Ano
4 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jan 1, 2021
24 of 24 episódios vistos
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 7.0

"Então, nos vemos no passado"

Acho que antes de tudo nessa resenha devo avisar duas coisas. Primeiro que esse dorama é um dos melhores que já assisti (e já assisti vários nos últimos 9 anos) e vale muito apena assistir ele. Segundo que apesar de ter uma clara afeição entre os protagonistas, não tem romance, esse não é o foco aqui.

Gosto muito de doramas sobre viagem no tempo e devoro qualquer um que apareça na minha frente, normalmente romances, mas esse aqui não teve e eu não senti falta em nenhum momento. É um dorama com reviravolta atrás de reviravolta e mesmo que em certo momento eu já soubesse o que vinha por aí, ainda assim fui pega de surpresa por um desfecho no final.

Os personagens são muito bem construídos, até mesmo os coadjuvantes. O roteiro é incrível e muito bem feito, é o tipo de dorama que não me deixou entendiada e não tinha partes chatas que me dava vontade de pular ou coisas do tipo. (Na verdade, pulei uns minutos sim porque não aguentava mais a curiosidade e queria saber se meu palpite estava certo kkk). Ah e a atuação é ótima também.

Esse foi um dos últimos doramas que assisti em 2020 e não podia ter terminado de um jeito melhor.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Seu Nome Gravado Em Mim
3 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Dez 23, 2020
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10
Esta resenha pode conter spoilers

"Seu amor é maior que o meu? Qual a diferença entre seu amor e o meu? Fala a diferença"

Assim que vi o primeiro trailer, meses antes do lançamento, eu soube que seria o tipo de filme que eu iria amar, que eu acabaria chorando e não foi diferente. Your Name Engraved Herein (Seu Nome Gravado em Mim) é uma verdadeira obra de arte 100% baseada em fatos reais (o que pesou ainda mais na história).

O filme passa quando a lei marcial tinha acabado de terminar, então ainda assim temos uma sociedade machista e extremamente homofóbica, tanto que ao longo do filme temos mais de um exemplo do que acontece com aqueles que falam abertamente que são homossexuais. Então, é bem compreensível como tanto o Padre quanto o Birdy agem desde o começo do filme. Pelos trailers pensei que o Padre Oliver seria um personagem que eu odiaria, mas ficou impossível no momento que percebi que ele só estava tentando proteger o A Han.

Uma das cenas mais impactantes pra mim, é quando o A Han pergunta para o padre Oliver o seguinte: "Seu amor é maior que o meu? Qual a diferença entre seu amor e o meu? Fala a diferença" depois disso pra mim, foi tudo a baixo e no final do filme eu estava chorando enquanto os créditos subiam.

É uma verdadeira montanha russa de sentimentos, é um filme tão realista e tão cheio de emoção que é impossível não se comover. As atuações foram impecáveis tanto quanto a cenografia e a trilha sonora, principalmente a música do final com o título do filme, cada parte perfeita e essencial pra fazer um filme sensível e tocante como esse. Todo mundo deveria dar pelo menos uma chance para esse filme incrível que é, com certeza, um dos melhores que assisti esse ano.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Para o Mais Amado Intruso
2 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Set 21, 2020
15 of 15 episódios vistos
Completados 0
No geral 7.5
História 6.0
Acting/Cast 8.5
Musical 8.5
Voltar a ver 7.0
Esta resenha pode conter spoilers

"Há um ditado cruel que diz que aquele que não é amado é a terceira parte"

Toda a trama de To The Dearest Intruder gira em torno de quem dentre eles é o verdadeiro intruso. É o Yan Hao que se envolveu na relação das duas melhores amigas? A Ji An que foi o motivo dos outros dois não ficarem juntos no passado? Ou a Shiao Quing que se envolveu no casamento dos dois nos tempos atuais?

Depois dos primeiros capítulos dá pra entender porque o dorama teve uma avaliação tão baixa. Mesmo eu, que gosto de clichês, tive dificuldade de engolir alguns acontecimentos finais e até o próprio final. Ainda assim, a história tem pontos bons, tanto que me fez reassistir pela terceira vez.

O BOM

A relação dos melhores amigos durante a faculdade é uma das melhores coisas do dorama. O modo como eles cuidam e apoiam uns aos outros é uma das coisas que me prenderam nos primeiros capítulos. Até mesmo os passeios estranhos de moto (Três pessoas em uma moto, hã?). Amei a Ji An e a relação dela com a amiga dona de um negócio e com o cunhado, é ótimo ver como ela evoluí ao longo dos episódios e deixa de ser a garota apegada e um tanto submissa. Os episódios não são tão cansativos (no começo) e a tensão faz você assistir um atrás do outro.

A série também passa muitas lições importantes sobre o valor de uma amizade, sobre amor próprio, sobre o impacto de uma traição na vida de todos ao redor. Ensina que cada um ama e demonstra esse amor de uma forma diferente (alguns demostram cuidando do outro, outros demonstram fazendo o possível para ver o outro bem, alguns expressam isso com mais facilidade que o outro, coisas assim). Mas uma das melhores lições é sobre o impacto que causamos na vida de quem amamos, quando não somos sinceros.

O RUIM

Depois do episódio dez parece que tudo vai ladeira abaixo. Adimito que empurrei os últimos com a barriga sendo que o único motivo de continuar assistindo era a Ji An. Yan Hao era até legal, mas depois da passagem de tempo ficou insuportável e não teve nada que me fizesse gostar outra vez do personagem. Shao Quing era uma personagem que eu gostava, mas depois da metade da história, todo o progresso dela parece ser jogado no lixo. E tem o fato de todos esconderem um certo segredo da Ji An, literalmente TODOS os personagens sabem e nem os amigos dela decidem contar.

Na minha opinião é um dorama que vale a pena assistir sim, mesmo com os desastrosos cinco últimos episódios. As atuações são boas e as ost maravilhosas.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Alquimia das Almas 2: Luz e Sombra
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jan 15, 2023
10 of 10 episódios vistos
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10

"Eu soube no momento em que vi você, que você era meu marido"

Vi algumas pessoas reclamando por causa da mudança de atriz, mas isso não muda o quão boa essa segunda parte foi. Não deixe que isso te desmotive a assistir. Tem romance, casamento de fachada, intrigas e, na minha opinião, fez total sentido e foi até melhor a mudança de atriz. Por que foi encantador ver o Jang Uk se apaixonar mais uma vez pela Naksu, pelos mesmas coisinhas que fizeram ele se apaixonar no passado, mesmo sem reconhecê-la (não importando o nome ou a aparência dela no momento).

A cada episódio a história melhorava e, apesar realmente não se comparar a primeira parte, é uma sequência com um final muito bom para a história. Vi no twitter algumas pessoas reclamando do roteiro, mas não achei lento o desenrolar da história, na verdade, eles conseguiram desenvolver bastante coisa em só dez capítulos e conseguiram finalizar bem as histórias dos personagens secundários (coisas que tem dorama por aí que não conseguem fazer com 20 episódios de uma hora cada). Além de que não podemos esquecer que não são duas temporadas independentes, na verdade, são uma só, dividida em duas partes.

As atuações foram incríveis e eu gostei muito do dorama, só queria mais meia horinha para saber com quem um dos personagens que mais amo vai ficar kkkk, mas tudo bem, fico feliz das irmãs hong não terem matado ele kkk.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Junto Com Os Deuses: Os Dois Mundos
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Dez 31, 2022
Completados 2
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 7.0
Voltar a ver 10

"Todos os humanos vivem cometendo pecados. Apenas alguns tem a coragem de implorar por perdão."

"Todos os humanos vivem cometendo pecados. Apenas alguns tem a coragem de implorar por perdão e apenas uma fração deles são verdadeiramente perdoados."

Esse filme ficou meses mofando na minha lista, é um dos casos em que eu me arrependo de não ter assistido antes. Ele é tão bom que quero panfletar para todos que conheço. É um daqueles filmes que as lições que ele passam ficam com a gente por muito, muito tempo depois que a gente assistiu.

A história começa quando um bombeiro morre ao salvar uma garotinha de um prédio em chamas, então ele é recebido por três guardiões que durante 49 dias serão uma espécie de advogados nos sete julgamentos que ele deve passar para ter direito a reencarnação: ele será julgado por trapaça, indolência, injustiça, traição, violência, assassinato e impiedade filial.

Assim que chega ele é considerado uma alma exemplar, e o que eu mais gostei nesse filme é que almas exemplares não significa não ter cometido erros, mas sim a intenção por trás do ato. Por exemplo, se foi um ato egoísta que favoreceu você as custas de prejudicar todas as pessoas ao seu redor ou se apesar de ser um ato "errado" não foi feito com base no egoísmo. O filme fala sobre o poder de perdoar e de ser verdadeiramente perdoado e a coragem de pedir perdão, que muitos não conseguem reunir. Mostra que todos tomamos decisões ruins, mas o que nos define é como reagimos a elas.

As atuações são impecáveis e a maioria dos atores eram conhecidos, eles fizeram um trabalho incrível. E felizmente tem uma continuação já, o que significa que vão amarrar as pontas que ficaram soltas no final. Enfim, Along With Gods é um filme incrível, que se derem uma chance não vão se arrepender!

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Um Lugar Que Só Nós Conhecemos
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jul 22, 2021
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10

"Vir aqui todos os dias por tantos anos se tornou minha maneira de dizer eu amo você"

Esse filme é maravilhoso. Assisti a primeira vez há uns anos e lembrei dele esses tempos e resolvi assistir outra vez e valeu totalmente a pena. A história é envolvente, o cenário é maravilhoso e eu adorei as atuações. Acompanhamos duas linhas de tempo a primeira mais atual da Jin Tian e a segunda é da avó dela, lá em 1970. O casal de atores que interpretam a avó da principal e o antigo amor nos anos 70 tem uma química gigante e a maioria das partes em que chorei foi por causa deles.

Não é um roteiro com grandes reviravoltas, é bem simples para ser sincera e acho que esse é o ponto, nem sempre você precisa de grandes reviravoltas pra contar uma boa história. Uma história que acrescente algo quando você termina de ver ou que pelo menos, faz com que você reflita um pouco no final. E esse filme faz isso.

A ost é ótima e a fotografia é muito bonita, do tipo que no final você tá suspirando e pensando "meu deus, quero viajar pra um lugar assim". Com certeza vou assistir várias vezes.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Shanai Marriage Honey
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jul 22, 2021
7 of 7 episódios vistos
Completados 0
No geral 4.0
História 5.0
Acting/Cast 4.0
Musical 4.0
Voltar a ver 1.0

?

Eu assisto bastante doramas com contratos falsos de relacionamento, casamento de conveniência, por contrato, etc. Mas esse aqui pra mim, foi maluquice. Ninguém conhecia ele, ela não conhecia ele, os dois só se viram no dia do casamento e em nenhum momento parece ter passado pela cabeça dela: caramba! Posso estar casando com um psicopata! Uma completa falta de autopreservação. E pior, ainda não contou pra ninguém sobre. Era a receita perfeita pra dar tudo errado, mas sabemos que não deu porque é uma comédia romântica.

Sei que são poucos episódios e por esse motivo as coisas seriam mais rápidas, mas nesse aqui pisaram no acelerador e não tiraram mais o pé. Parece até que o orçamento tava baixo e eles tiveram que dar os pulo deles pra fazer a história caber naqueles sete episódios. Coube? Sim, mas não ficou bom. Tem muito j-drama de romance com pouco episódio que conseguiu trabalhar bem melhor que isso.

O romance é totalmente atropelado. Três capítulos de vinte minutos e já tem todo o papo de eu amo você e blá, blá, blá. Além que eu não vi nenhum crescimento nos personagens durante a história, se aconteceu foi mínima e não fez a menor diferença. Tem umas cenas clichês, uns momentos engraçados e pegação. E no máximo vale a pena assistir pra passar o tempo, talvez nem isso.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Gengibre é Picante, Galanga é Quente
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Abr 11, 2021
34 of 34 episódios vistos
Completados 0
No geral 4.0
História 3.5
Acting/Cast 3.5
Musical 1.5
Voltar a ver 1.5

Ficou bom quando acabou

Eu vi tantas resenhas boas desse dorama que achei que seria aquele que iria me fazer conseguir voltar assistir (estava sem ânimo nenhum). E apesar de eu ter voltado a assistir doramas, esse foi o pior que eu assisti esse ano até agora! Eu estou tão arrependida de ter gastado meu tempo assistindo esse aqui com tantos outros que parecem bem melhores!

O plot da história não é forte, o motivo para irem em frente com esse casamento é bem fraco na minha opinião. Tem tantos personagens que eu odiei nesse aqui que vou só mencionar os que gostei, e os que fizeram esse dorama merecer uma nota quatro, que foram as duas irmãs. Nit e Ni. Na verdade, foi mais pelo arco da Ni que eu continuei assistindo até o episódio 34 e fiquei muito satisfeita com o final dela, achei realista e condizente com a personagem.

O resto dos personagens são clichês demais (e olha que eu gosto de um clichê). Enfim, não se iludam pelas resenhas altas porque tem histórias com enredos e personagens bem melhores e que não receberam resenhas tão boas assim. Esse aqui definitivamente não vale a pena assistir 34 episódios.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Amor na Tristeza
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jan 25, 2021
40 of 40 episódios vistos
Completados 2
No geral 6.0
História 6.0
Acting/Cast 8.0
Musical 8.0
Voltar a ver 1.0
Esta resenha pode conter spoilers

"Amor só na alegria não pode ser amor de verdade, eu amo você na tristeza"

Amor na Tristeza é um dorama longo (40 episódios), o que não seria um problema se realmente tudo isso fosse necessário. Muitas cenas e histórias repetitivas e sem necessidade que poderiam ter sido cortadas.

Ninguém podia perguntar de uma flor que tinha toda uma longa história por trás do nome dela. O que era algo legal no começo, mas quando você chega no capítulo trinta e pouco, querendo o desfecho e eles param pra contar a história de flor, não dá. Foi um dos motivos de eu levar um ano pra terminar isso aqui.

Eu assisti esse dorama no viki com os comentários ligados e esse foi meu grande erro, muitas vezes passei mais raiva com eles do que com os personagens kkk. Então, aqui vai alguns pontos para quem for assistir esse dorama:

Muita gente reclamou da atuação da segunda atriz (depois da cirurgia plástica), mas ela nem foi tão ruim assim. O problema é que a primeira atriz foi um pouco melhor e muitas pessoas não entendiam que a personagem estava TRAUMATIZADA.

Ela viveu anos em uma casa lotada de pessoas abusivas, apanhando do marido e com ele ameaçando tirar a vida da mãe dela (a única família que ela ainda tem), se ela fugisse. Não dá nem pra imaginar o tanto que ela sofreu. Então sim, ela vai chorar em frente a pessoa que a faz sofrer dia após dia e mesmo com um rosto diferente é óbvio que ela ainda vai ter medo dele, porque adivinha, ela está ✨ traumatizada ✨. E ela não é uma personagem tão fraca assim, se pararmos pra pensar no quanto ela aguentou pela mãe dela, pelo Jung Won e no quanto tentou se ver livre do marido.

Outra coisa que as pessoas reclamaram muito foi da Joo Hae Ra, a curadora que gosta do principal. Ela pode ter os defeitos dela e ter errado aqui e ali, mas foi uma das que mais ajudou a Ma Ri, mesmo com a própria vida em risco. Mesmo sendo rejeitada pelo principal, ela entendeu os sentimentos dele, desejou que ele fosse feliz e ficou do lado dele até o fim. Do lado dos dois.

Por último, o Marido da Ma Ri. Ele era um lixo, mas temos que bater palmas para o ator que foi o melhor nesse dorama. Em todas as cenas a atuação dele foi impecável e não me surpreende nem um pouco se ele tiver ganhado um prêmio por essa atuação (não tenho certeza, mas acho que ele ganhou sim). Ele foi simplesmente espetacular. Sério.

A filmografia desse dorama foi muito boa e as roupas eram maravilhosas, principalmente as da Ha Kyung e da Hae Ra. Um dos motivos de eu adorar as cenas delas kkk. As ost são muito boas, apesar de algumas ficarem cansativas depois de 40 episódios.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Orgulho
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Dez 26, 2020
11 of 11 episódios vistos
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10
Esta resenha pode conter spoilers

"Então, eu vou jurar pelo meu orgulho. Você é a única pra mim."

Pride é perfeito. Um dorama tão bom, mas tão bom, que com certeza tem seus pontos ruins, mas os bons ofuscam tanto que eu nem consigo lembrar no momento. Juro. Esse tá entre os melhores J dramas que já assisti em toda a minha vida. Vou listar minhas coisas preferidas nesse dorama:

1. QUEEN

Quando abriu a abertura e tocou os primeiros acordes I Was Born To Love You do Queen eu pensei "não pode ser", mas era gente kkk. E essa não é a única musica que toca ao longo do dorama. E o que torna tudo ainda mais perfeito é o quanto as músicas combinam com os momentos do dorama. Sério. A abertura ficou perfeita com essa música e eu não consigo imaginar outra no lugar que ficasse melhor.

2. O Casal Principal

Química? Temos! Bom desenvolvimento? Temos também. Os dois são incrivelmente perfeitos juntos, a química é enorme desde o momento que eles se conhecem e o desenvolvimento da história deles é ótima. Não existem brigas e términos atoa, os dois gostam da companhia um do outro, viram amigos e começam a sair juntos. É simples e perfeito, claro... tem o namorado da Aki que pode voltar a qualquer momento... Mas isso não impede de você shippar demais a história dos dois. Como cada coisa entre eles acontece no tempo certo. É incrível!

3. Blue Scorpions

Esse é o nome do time de Hockey do qual o Halu é o Capitão e meu Deus, eu amei o quanto eles se apoiam. Gosto de doramas que foquem um pouco nesse lado de esportes e companheirismo entre os colegas de time e nisso, Pride não pecou nenhum pouco. É tão bom ver como eles se apoiam não importando as circunstâncias e fazem o melhor pra cuidar um do outro. Até mesmo o treinador que é meio linha dura, podemos ver o quanto ele se importa com seus jogadores conforme os capítulos passam.

4. Atores e a Trama

A atuação de todos aqui foi espetacular. Era tão natural o modo como eles conversavam entre si, sabe? Não parecia que estavam lendo um texto. Não só os principais, mas os secundários também. Vou querer ver outros doramas de muito deles porque fiquei impressionada de verdade. A trama é impecável e desenvolve não só a história dos principais muito bem, como também a dos outros personagens. Muitas vezes o casal secundário mal tem tanto destaque, mas não aqui. Posso não ter concordado com as atitudes de alguns deles, mas o legal é que cada um deles foi desenvolvido bem o suficiente para eu conseguir entender porque agiram assim.

5. As Lições.

E são muitas que esse dorama passa. Dois anos podem ser tempo suficiente para o coração de uma pessoa não mudar, tanto quanto pode ser para a da outra mudar. Não devemos desistir fácil daquilo que queremos e muito menos achar que o amor do outro é garantido. Ensina o valor das amizades e fala sobre a solidão também, tanto daqueles que sempre tem alguém do lado quanto dos que estão sozinhos. É maravilhoso.

Algumas pessoas podem ficar com um pé atrás por ser um dorama antigo ou por ter um pouco de foco no hockey, mas deem uma chance. Vocês não vão se arrepender.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Floresta
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Dez 16, 2020
32 of 32 episódios vistos
Completados 0
No geral 8.0
História 8.0
Acting/Cast 10
Musical 6.0
Voltar a ver 7.0

Gostei bastante ❤

Forest me surpreendeu bastante, eu dei play no primeiro episódio e quando dei por mim já tinha virado a madrugada assistindo kkk.

A quimíca do casal princípal é incrível no geral, dá pra sentir a tensão entre os dois e as cenas de beijo são de qualidade aqui (dei replay umas cinco vezes - no minímo - na primeira cena de beijo). O enredo é bem interessante e uma parte que gostei bastante foi de ver o dia-a-dia dos bombeiros, os traumas, afinal não tem muitos que tratem tão afundo essa profissão (o único dorama além desse que me lembro agora é Dia D, então gostei bastante de como aprofundaram nessa parte.

O cenário é perfeito e as paisagens maravilhosas, as atuações foram ótimas também. Porém não é só flores kkkk

Tem partes do doramas que podiam ser mais exploradas como a dor fantasma dele, os problemas psicológicos da equipe de bombeiros, o trauma da principal (que deixaram pra resolver nos últimos 10 minutos. Sério.).

Além disso, apesar de gostar bastante do casal secundário sei que eles poderiam ter mais tempo de tela, aprofundar mais no relacionamento dos dois e na relação nora-sogro, seria incrível. Apesar disso é um dorama que vale muito a pena assistir.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
O Mito de Sísifo
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Ago 31, 2021
16 of 16 episódios vistos
Completados 2
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 9.0
Voltar a ver 10

"A mulher ou o mundo?"

Foi o melhor que assisti esse ano até agora. Esse dorama foi bom do começo ao fim e fiquei bem triste de não ver tantas pessoas falando dele! Faz tempo que eu não assistia um dorama tão bom assim! E eu vou falar disso mais pra frente, mas já aviso que o final faz todo sentido! Não é algo jogado assim do nada e se você prestar atenção na história, não tem como ter um final diferente.

Em o mito de sisifo Tae Sul, um engenheiro brilhante que criou uma máquina do tempo e Seo Hae, uma sobrevivente vinda do futuro, se juntam pra impedir que a guerra que destrói toda a Coréia. E a morte deles dois.

Uma das coisas que mais amei nesse dorama foi como, mesmo não sendo o foco principal, o romance foi tão bem desenvolvido. Eu amo doramas de ação como esse e por conhecer bem o gênero, não espero muitas cenas de romance porque sei que esse não é o foco. Mas esse aqui foi diferente, não são cenas exageradamentes românticas, mas são convincentes e emocionais que foi melhor que muitos doramas de romance que vi por aí. Claro que isso não seria possíveis sem a atuação maravilhosa dos atores (a carinha que o Han Tae Sul faz na cena da frase que coloquei no título me deixa sem chão toda vez).

As cenas de ação aqui são ótimas. Nenhuma deixa a desejar e eu tenho que bater palmas pra Park Shin Hye por que ela mais uma vez arrasou. Também, acho divertido como nesse dorama o principal não sabe fazer nada e quem tem que proteger ele toda vez é a principal.

Além deles dois, o dorama está cheio de personagens interessantes. O chefe do grupo que persegue a principal, o guarda-costas do protagonista, o pai da prinicpal. A maioria dos personagens tem um passado bem construído que explica as escolhas que eles tomam durante o dorama. Até mesmo o vilão.

O final faz total sentido. Ele pode parecer meio confuso de primeira, mas quando você para pra pensar, vê que a resposta dele estava na sua cara o tempo todo. Eu entendo que é complicado de entender de primeira porque até eu fiquei meio: hã? Como é? Mas eu juro que faz total sentido. Eu queria explicar aqui o final, mas vai estragar pra quem for assistir, então se você assitir o dorama e não entender, comenta nessa minha resenha que vou adorar explicar! Pode me mandar uma mensagem se preferir.

Eu amei a fotografia, principalmente aquelas que mostram a Coréia depois da guerra e cada parte desse dorama foi ótima. É o tipo de dorama que você quer esquecer que assistiu só pra ver tudo de novo como se fosse a primeira vez!

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
49 Dias
1 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Jul 22, 2021
20 of 20 episódios vistos
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 6.0
Voltar a ver 7.0

"O coração humano é inconstante. Não existe permanência."

Há anos esse dorama está na minha lista e eu me arrependo demais de não ter assistido ele antes. Muito. Logo no primeiro episódio eu sabia que iria gostar. O que mais gostei é que aqui não tem pontas soltas. Cada principal e cada acontecimento é completamente essencial, como uma peça de quebra cabeça.

Mesmo sendo um melodrama, tem partes mais leves pra equilibrar um pouco as coisas. E o crescimento dos personagens aqui é tão bom, cada personagem tem uma história tão bem construída, que até mesmo o lado dos vilões você consegue entender. E diferente de muitos outros doramas, o triângulo amoroso que tem aqui em nenhum momento me irritou (se é que pode ser chamado de triângulo), acabou sendo até interessante assistir.

É um drama mais suave, triste (obviamente) e que tenta passar reflexões e lições sobre o mais diversos temas da vida. Tipo, você pode ter de tudo na vida, mas você teve uma vida significativa se nem mesmo uma pessoa pode derrubar uma lágrima sincera por você? Fala sobre abandono, amor (entre namorados, entre pais e filhos, entre amigos), depressão, luto e perda, etc. Vale a pena assistir cada minuto dele. As chances de você chorar em um capítulo (ou todos kkk) são enormes, esteja ciente.

As atuações são ótimas e todos os personagens têm química aqui. Todos passaram os sentimentos muito bem, ainda mais a Lee Yoo Won que teve em boa parte do dorama que atuar como a Yi Kyung e a Ji Hyun, e conseguiu se sair muito bem nos dois papéis. Por ser um melodrama, e ter um plot um pouco diferente, muitas pessoas passam esse aqui, mas acredito que quem der uma chance para 49 Days dificilmente vai se arrepender.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Mask Girl
0 pessoas acharam esta resenha útil
de Marina
Set 4, 2023
7 of 7 episódios vistos
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10

"Meu sonho? Meu sonho é ser amada por todos!"

Mask Girl para mim foi um dorama muito rápido de assistir, em um único dia eu terminei todos os episódios. Não é difícil se apegar a história da Mo Mi, é só triste de assistir. Com o passar dos episódios da para perceber que as pessoas fizeram com que ela acreditasse que ser amada está diretamente ligada a aparência, que os sonhos dela não podem se realizar pela aparência dela. É triste que toda vez que ela tenta dar um passo adiante porque quer ser amada acaba sendo usada, humilhada ou assediada. E mesmo depois disso tudo, depois de tudo que sofreu, é sempre vista como a vilã da história.

O roteiro é bem realista na sua visão de como aqueles que não se encaixam no padrão são tratados pelo resto da sociedade. Um exemplo disso é o quanto eu vi as pessoas comentarem sobre a Nana, a Go Hyun Jung ou até mesmo a atriz que faz a Chun Ae, mas pouco comentários sobre o trabalho da Lee Han Byul, que fez a primeira Kim Mo Mi da fase adulta. Na verdade, no começo, tive até uma dificuldade para encontrar o nome dela, felizmente tinha aqui no site.

O roteiro é bom, todas as atuações são ótimas. O dorama é incrível, eu adorei.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?