Completados
Alien + People: Part 2
0 pessoas acharam esta resenha útil
3 dias atrás
Completados 0
No geral 9.5
História 10
Acting/Cast 10
Musical 6.0
Voltar a ver 9.0

Um filme que entrega tudo

O primeiro filme me impressionou muito e esse aqui não foi diferente. Até agora me pergunto como eles uniram elementos tão diferentes tão bem. Além de uma história incrível o filme conta com ótimas atuações, um plot twist surpreendente e um final de aquecer o coração !!! Não posso me esquecer de falar que ele entrega comédia tbm e muitas cenas de ação mas, mesmo assim, achei tranquilo pelo fato de não ter cenas pesadas (com sangue, por exemplo) pois o filme aborda temática fantasiosa e toda "violência" contida nele é fantasiosa. Recomendo muito mas antes de assistir se prepare (muitas emoções).

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
A Criada
0 pessoas acharam esta resenha útil
5 dias atrás
Completados 0
No geral 8.0
História 5.0
Acting/Cast 7.0
Musical 4.5
Voltar a ver 3.5
Esta resenha pode conter spoilers

chocada

BOM VAMOS LA, PRIMEIRAMENTE EU ASSISTIR ESSE FILME POR CONTA DA ATRIZ KIM TAE-RI AQUELA DE 25 21. BOM VI A SINOPSE IMAGINEI QUE SERIA UM ENRREDO CALIENTE, CHEIO DE MISTERIO. BOM, REALMENTE FOI O QUE ELA PROMETEU NO INICIO DO FILME, MAS DEPOIS DESGRAMA TUDO,NÃO DIGO ISSO PELAS CENAS EXPLICITAS, BOM TAMBEM, ACHO QUE NÃO TINHA NECESSIDADE DE APELAR TANTO, O ENRREDO DA HISTORIA É UM POUCO CONFUSO E ISSO PERDE O ENCANTO E O MISTERIO, O FINAL FOI BEM MEQUETREFE. E ESTOU DE BOCA ABERTA, PQ NÃO TINHA VISTO UM FILME COREANO COM ESSA PEGADADA. E NÃO CURTIR MUITO
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Pequena Floresta
0 pessoas acharam esta resenha útil
de Lunna
6 dias atrás
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 7.0
Voltar a ver 10

Calmaria é a palavra que define esse filme

Leve e de uma calmaria sem igual.

Eu amei!!!!!

O filme é basicamente natureza e a protagonista cozinhando, mas isso me causou uma sensação de relaxamento tão grande.

Enquanto Hye Won restabelece os laços com seus amigos, ela descobre também pequenos prazeres na comida e na beleza de viver em harmonia íntima com a natureza.

Depois de 'Little Forest' só tive mais certeza de que quero viver essa vibe de calmaria no campo por pelo menos um mês, já me era suficiente.
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Por Favor, Me Esclareça
0 pessoas acharam esta resenha útil
10 dias atrás
Completados 0
No geral 1.0
História 1.0
Acting/Cast 1.5
Musical 3.5
Voltar a ver 1.0

Não recomendo!

Podemos dizer que esse é um filme fofo, mas não houve uma sequencia de cenas, simplesmente parecia que estava pulando de um lugar para outro sem qualquer indício de quanto tempo se passou ou algo assim, achei interessante o fato da diferença de idade, mas isso simplesmente foi mencionado e não desenvolvido, resumindo faltou muito no desenvolvimento da história. Não recomendo, mesmo sendo um filme, não veria novamente.
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Pamyo
0 pessoas acharam esta resenha útil
17 dias atrás
Completados 0
No geral 6.5
História 7.0
Acting/Cast 9.0
Musical 6.0
Voltar a ver 7.0
Esta resenha pode conter spoilers

Atueações incriveis

Nossa que filme viu, é óbvio que tive medo, mas o filme é bem completo e como sempre a Coreia trazendo o seu passado com o Japão, a go Eun soube interpretar muito bem o personagem eu amei, tanto ela como o do hyun e os outros! Não tenho muito o que falar, não é um filme que eu pararia pra ver assim do nada e nem que faz parte do meu interesse imediato, assisti mais por conta dos atores.
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Friend Zone
0 pessoas acharam esta resenha útil
27 dias atrás
Completados 0
No geral 5.0
História 6.0
Acting/Cast 7.0
Musical 3.0
Voltar a ver 3.5
Esta resenha pode conter spoilers

SÓ ASSISTA SE NÃO TIVER MAIS NADA PARA FAZER

Achei muito triste ver o Palm sempre ajudando a Gink e ela nunca fez nada por ele. Os dois sempre tiveram relacionamentos com outras pessoas, mas era sempre o Palm que ia socorrer a Gink nos momentos difíceis. Eu gostei do Palm não ter corrido atrás da Gink já no final do filme, pois mostrou que ele tinha um pouco de orgulho próprio, mas achei que ele deveria se dar mais valor não aceitando o pedido dela em casamento de imediato (acho que o escritor deveria ter trabalhado mais um período onde a Gink ficasse buscando o perdão do Palm ). Contudo, gostei da Gink ter corrido atrás do Palm e pedido ele em casamento, demonstrando que ela, no fundo do coração, sempre o amou.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Pornographer
1 pessoas acharam esta resenha útil
de eri
29 dias atrás
Completados 0
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10
Esta resenha pode conter spoilers

ser amade é um conceito tão absurdo: eu te entendo, Rio!!!

é exatamente tocante e angustiante e irritante e sensível a dificuldade que é para o Rio receber/oferecer afeto/amor. tudo é uma desculpa completamente razoável para sentir o afeto como uma coceira, uma ardência, uma queimação, uma ferida na pele, nos músculos, nos ossos. coitado dele. ele é tão espelho que chega doer olhar. ele é tão estranho que chega a dar nos nervos. uma beleza, uma pérola de personagem, narrativa, cinematografia. eu deveria dizer personagens e narrativas, na verdade.

este filme foi perfeito. fiquei com medo de assistir porque 'pornographer' e 'mood indigo' deixaram impressões positivamente fortes em mim - eu não queria que uma experiência borocoxô estragasse o gosto bom que fui guardando das séries até então. mas graças as deusas este não foi o caso: com playback, passei pela pela típica roda gigante de emoções da franquia; terminei o filme querendo tudo de novo.

aqui, foi bem surpreendente a trama com a família Akemi. o Rio falou de repetição na experiência humana (sofrimento e morte), e julgando/"conhecendo" o personagem autodestrutivo que Rio é/tende a ser, foi exatamente isso que esperei dele com este envolvimento repentino com a mãe e o filho Akemi (repetição). jokes on me: afinal, quem é que conhece o Rio? não eu rs.
a aura misteriosa não é apenas o seu charme, mas essencial para que, pessoas como eu, amem a bagunça que é este protagonista. o encontro com esta família, a reencenação/ressignificação da relação com o hospital e o sensei de 'mood indigo' vs família Akemi... aaaa têm muita coisa a ser analisada. por ora, digo apenas isso: Rio precisava de uma nova perspectiva de vida. ele precisava das coisas mais simplificadas. ele não precisava, naquele momento, ouvir falar da lua ou da solidão inerente a experiência humana (por isso não conseguia se lembrar do restante da fala do sensei). ele precisava de conexão. de relações estranhas que dessem certo. precisava se lembrar de que mesmo se sentindo/sendo esquisito, ele tinha um lugar no esquema maior das coisas. ele precisava do sol. ele precisava de ouvir coisas como "se tornar durão" por amor (chorei), para só mais tarde integralizar tudo isso à sua própria maneira (finalmente se lembrando do que o sensei falou; entendendo que é ok ser feliz apesar da depressão? ou apesar de sua natureza melancólica. algo assim).

a sua confissão final ao Kazumi me deixou arrasada. a vulnerabilidade é tão dolorosa... e Rio já havia arriscado isso no passado, com o Kido, o que para ele foi traumático. então o sono pacífico pós transa/confissão ao Kazumi... e o quarto ensolarado da manhã seguinte vs o 'mood indigo' (toda a sua experiência com o afeto até então + reminiscência do trauma) da noite passada... meu deus, eu poderia passar VIDAS discutindo este filme --- e vou!

este longa foi desconcertante. sexy. poético. triste. doce. como a reciprocidade no amor. ser amade é um conceito tão absurdo --- eu te entendo Rio;;;;; amar é tão satisfatoriamente humilhante... eu te entendo Kazumi!!!!! aff

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Vinho Tinto na Noite Escura
0 pessoas acharam esta resenha útil
Mai 20, 2024
Completados 0
No geral 7.0
História 7.0
Acting/Cast 9.0
Musical 8.0
Voltar a ver 5.0
Esta resenha pode conter spoilers

Atuação surreal do Fluke

É de uma arte misteriosa demais. Assisti porque me deu curiosidade por ser uma obra antiga do Fluke, ele tava no auge dos seus 18, transmitiu um ar de menino bobo e inocente. Mais cada sorriso que ele dava voce sentia outra energia nele uma mais severa e misteriosa, nao severa no estilo severa mesmo, era tipo mais firme. Nao demonstrando os jeitos inocentes e fofos.
Deu pra perceber que quando o Wine conheceu o Night ele fissurou nele e isso o fez fazer coisas surreais. Serio à atuação do Fluke dá de 10 a 0 em qualquer um.

Possui gatilhos e acho que toda obra deveria ter o seu alerta, porque teve umas parte que nao consegui vê, por mais que fosse uma encenacao da parte do Wine, parecia tao real e tao soluvel que transmite desespero mesmo que nao seja pra transmitir e isso me gerou gatilho. A ultima cena do Wine com o Boy.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Love Syndrome: The Beginning
1 pessoas acharam esta resenha útil
Mai 12, 2024
Completados 0
No geral 7.5
História 7.5
Acting/Cast 7.5
Musical 7.0
Voltar a ver 7.5

Bom na medida certa.

Fiquei bem feliz quando foi anunciado o filme de Love Syndrome, eu li os quatro livros e no momento estou a ler o quinto, também li algumas histórias dos outros casais desse universo. Então não podia perder a oportunidade de assistir o filme, ficava contando os dias para chegar o dia do lançamento e assim que saiu, claro que fui direito assistir. Não me importei com a troca dos atores, apesar que amei fortemente Long Frank como Day Itt, só me importava assistir como seria apresentado a história com uma nova direção e quando descobri que estaria incluso a história de Gear Night achei diferente, mesmo sabendo que o início do casal Day Itt aconteceria por causa deles.

Na minha humilde opinião, não achei ruim. O filme é bom na medida certa, a história é fiel, boas cenas, atuações e químicas medianas, direção e fotografia são boas também. Ainda que boa parte da história foi resumida e acaba acontecendo rápido (Acredito que por se tratar de um filme e não série), quem não sabe MUITO dos acontecimentos pode ficar perdido. Percebendo que o fim estava próximo e não havia chegado o ápice do filme, fiquei apreensiva por estar no momento de suspense (Mesmo eu sabendo o que aconteceria). "TO BE CONTINUED" me deixou bem surpresa, eu não imaginaria que teria uma parte dois e percebi que realmente estava gostando e interessada naquilo.

Sim, gostei do que foi entregue. Não é digno de prêmio, porém quem conhece o universo de Love Syndrome é provável que possa gostar (E muitos também não, cada um tem uma opinião diferente). Para aqueles que sabem do plot de LS e não gostam de jeito nenhum, optem por não assistir e relaxar. Não adianta saber que realmente NÃO se interessa pela história e assistir apenas para ficar comentando mal, tem muitos que adoram fazer textão e tacar hate. Quem quiser conhecer esse universo LS, dê chance para a série e o filme e é bem importante ler algumas das histórias dos casais, por você mesmo sem ser baseado em outras opiniões (São bastante controversas).

Por fim, estou bem animada para continuação e como será a continuidade das histórias. Quero saber se apresentará mais dos outros personagens e se irão adicionar outros casais. Espero muito que foquem mais em Day Itt e desenvolva bem a relação deles, uma série seria perfeita para mostrar o desenvolver desse romance conturbado.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
The Outlaws
0 pessoas acharam esta resenha útil
de Lunna
Mai 8, 2024
Completados 0
No geral 8.5
História 8.0
Acting/Cast 10
Musical 5.0
Voltar a ver 7.5
Não é nada inovador, é o típico filme onde policial luta contra gangster, mas é satisfatório ver o Ma Dong descendo a porrada 🤭.

Mesmo sendo previsível por assim dizer, ainda é um filme bom, gostei das jogadas do detetive (personagem de Ma Dong) para conseguir virar o jogo.


Será que teremos quantos filmes?
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Força Bruta
0 pessoas acharam esta resenha útil
de Lunna
Mai 8, 2024
Completados 0
No geral 8.5
História 8.0
Acting/Cast 10
Musical 5.0
Voltar a ver 7.5
Apesar da história ser semelhante à primeira, ainda assim recomendo, essa continuação não decepcionou e, nesse segundo filme a pancadaria come solta mas também tem os momentos de descontração que não deixou tomar um rumo "sombrio" .

De personagem novo temos o ator Son Seok Koo, amei ver ele aqui apesar de seu personagem não valer um real .

Sério, os fãs do gênero(assim como eu) vão aproveitar bastante.
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Kaibutsu
0 pessoas acharam esta resenha útil
de Lunna
Mai 8, 2024
Completados 0
No geral 8.5
História 8.0
Acting/Cast 9.0
Musical 5.0
Voltar a ver 6.5
Estava achando tudo muito louco, todo mundo maluco. Depois tudo faz sentido, é uma mesma história sobre três pontos de vista diferentes.

É um filme lento e que na primeira parte, eu só estava passando raiva, pela visão da mãe, ali só estávamos vendo injustiça, as pessoas nem pareciam seres humanos.

Mas aí o filme vira, e dá aquele estalo.
É uma montanha russa, numa hora a gente está do lado da mãe que parece injustiçada, depois estamos do lado do professor porque ele parece estar sendo injustiçado, e que talvez ele não era aquilo que nos estava sendo contado.

Nosso julgamento vai sendo transformado a cada ponto de vista desbloqueado, e vamos entendendo cada vez mais as atitudes de cada personagem.

Recomendo assistir ele sem procurar muita informação, vá mais no escuro, isso ajuda na experiência.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
My Tomorrow, Your Yesterday
0 pessoas acharam esta resenha útil
de Lunna
Mai 8, 2024
Completados 0
No geral 7.5
História 7.0
Acting/Cast 8.0
Musical 5.0
Voltar a ver 3.0
É um filme de romance simples com uma mistura de fantasia e viagem no tempo bom o suficiente para você ficar interessado até o fim.

Os dois protagonistas têm uma química excelente. Os atores coadjuvantes têm pouco tempo de tela, mas lidam com o tempo que têm com facilidade.

Se você precisa de algo para lembrá-lo da importância de viver bem com seu parceiro, está aí a recomendação.
(Já que na vida real não teremos como viajar no tempo).
Esta resenha foi útil para você?
Completados
Corajosa Cidadã
1 pessoas acharam esta resenha útil
Mai 3, 2024
Completados 0
No geral 5.5
História 5.0
Acting/Cast 8.0
Musical 7.0
Voltar a ver 1.0
Esta resenha pode conter spoilers
Cada vez que assisto uma produção coreana com o tema bullying fico horrorizada com as cenas de violência, especialmente quando as autoridades escolares são omissas.

A premissa do filme é uma professora temporária contratada para dar aula de ética em um colégio onde o bullying é uma prática comum e os professores são coniventes por omissão. A professora novata é aconselhada pelos mais antigos a ignorar tudo o que vê pelo bem dela e para garantir a tão sonhada efetivação no trabalho. Acontece a professora novata é uma ex-atleta de boxe e além disso dá aula de ética. Fingir que não vê e não fazer nada vai contra o que ela ensina a seus alunos. Ainda mais quando um aluno pede sua ajuda. Inicialmente ela tenta denunciar pelo meios legais e oficiais, mas quando percebe que a omissão das autoridades da escola está ligada a corrupção institucional e ameaças da mãe do principal agressor, ela decide buscar vingança com as próprias mãos, usando uma máscara para punir o agressor do seu aluno.

Assim como o filme pode ser revoltante e desesperador nas cenas de bullying também é catártico quando nossa heroína está descendo a porrada no valentão da escola. Mas apesar disso, acho que o filme peca um pouco no exagero das situações. Especialmente nos momentos finais no ringue de boxe. Não pela luta em si, mas pelo falto daquilo estar acontecendo dentro da escola com o aval do diretor e os professores assistindo. É necessário muita suspensão de descrença para aceitar essas premissas hiperbólicas do filme.

Além disso, Lee Jun Young como adolescente não convenceu. Obviamente ele interpretou um pessoa desprezível de forma brilhante, mas não convenceu como um adolescente desprezível. Não é uma crítica a atuação dele, mas a inadequação ao personagem. Ele é jovem, mas não tem mais cara de adolescente e ao lado da Shin Hye Sun, que fez professora, ele parecia muito mais um cara da mesma faixa etária dela do que um aluno e confesso que isso pesou um pouco para minha imersão na história.

Enfim, um filme para passar raiva com as cenas de violência, a omissão dos professores, da sociedade e a corrupção institucional e com alguns momentos catárticos e algumas boas cenas de luta. No final vemos uma certa sinalização de esperança quando pessoas envolvidas nas agressões decidem romper o silêncio e denunciar como a professora ensinava nas aulas de ética. Mas sinceramente não acho que acrescente muito ao tema, já vi outras produções melhores nesse sentindo.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
Sing in Love
0 pessoas acharam esta resenha útil
Mai 1, 2024
Completados 0
No geral 6.0
História 8.0
Acting/Cast 9.0
Musical 8.0
Voltar a ver 1.0
Esta resenha pode conter spoilers

A MAGIA DESSE FILME É SER INTENSO E CRUEL

Eu decidi assistir esse filme exclusivamente porque tinha dedo do mesmo diretor de "Dangerous Drugs Of Sex" que é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos mas esse deixou a desejar.
O filme começa de maneira intensa e muito promissora, o estupro e as consequências dele na vida do Jin é algo arrebatador de se acompanhar e a maneira como o Kai e o Rap entram no meio desse momento fragilizado do Jin é fascinante.
Mas depois disso a história se arrasta bastante, é um filme muito longo e uns bons 20 minutos poderiam facilmente ter sido cortados, parece que você está vendo toda hora a mesma coisa.
A forma que esse filme termina me pegou de surpresa, visto que é uma adaptação de mangá eu não esperava tudo que aconteceu naqueles minutos finais (eu não tenho muito contato com mangá mas todas as adaptações que eu já vi tiveram um final feliz).
O final é extremamente cruel e realista, acho que essa é a magia de todo esse filme, ele é cruel e não poupa ninguém do sofrimento.
A história num contexto geral é boa mas a metade dela é muito arrastada e o final foi um banho de água fria (não estou dizendo que é ruim, simplesmente não faz o meu estilo). Apesar disso essa foi uma experiência marcante e esse filme merece atenção e sucesso.



Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?

Discussões Recentes