Drama Special Series Season 1: White Christmas (2011) poster
8.4
Sua Avaliação: 0/10
Avaliações: 8.4/10 de 6,775 usuários
# de Fãs: 16,406
Resenhas: 69 usuários
Classificado #675
Popularidade #1004
Fãs 6,775

A Escola de Ensino Médio Susin, apelidada de "Escola Prisão", é um colégio de elite frequentado pelos melhores estudantes do país. É nesta atmosfera sufocante que sete estudantes e um professor permanecem na escola durante o período de férias de inverno, com a presença adicional de um psiquiatra chamado Kim Yo Han, forçado a se abrigar com eles após envolver-se em um acidente de carro. Enquanto celebram a véspera de Natal isolados do mundo, os alunos descobrem que cartas anônimas enviadas a cada um deles não é resultado de uma brincadeira inocente: há um assassino entre eles. Resta apenas uma pergunta: Os monstros são criados, ou já nascem monstros? (Fonte: Filmow) Editar Tradução

  • Português (Brasil)
  • Русский
  • Français
  • Türkçe
  • País: South Korea
  • Tipo: Special
  • Episódios: 8
  • Exibido: Jan 30, 2011 - Mar 20, 2011
  • Exibido em: Domingo
  • Original Network: KBS2
  • Duração: 1 hr. 5 min.
  • Pontuação: 8.4 (scored by 6,775 usuários)
  • Classificado: #675
  • Popularidade: #1004
  • Classificação do Conteúdo: 18+ Restricted (violence & profanity)

Onde assistir Drama Special Series Season 1: White Christmas

Viki
Subscription (sub)
Kocowa
Grátis (sub)

Elenco e Créditos

Resenhas

Completados
Neo
0 pessoas acharam esta resenha útil
Fev 18, 2024
8 of 8 episódios vistos
Completados 0
No geral 9.0
História 9.0
Acting/Cast 9.0
Musical 10
Voltar a ver 5.0
Esta resenha pode conter spoilers

Monstros são criados ou nascidos?

White Christmas é um drama surpreendente. Caso esteja buscando por um drama que foge do romance, discute temas mais filosóficos, obscuros e complexos e que se desenvolve de maneira inesperada, talvez ele seja um ótima escolha para você.

O início do dorama é lento, arrastado, mas eu gosto da ambientação inicial, que é um pouco estranha e parece deslocada de alguma forma do tom geral do drama. No entanto, eu acredito que esse começo irregular faz sentido para o encaminhamento seguinte dos episódios. Os personagens aos poucos vão demonstrando cada vez mais complexidade, alguns se mostrando cada vez mais importantes na história e outros que parecem se perder em meio ao desenrolar dos acontecimentos.

Particularmente, eu não gosto das personagens femininas dessa história, pois além de poucas, são muito quadradas e tem pouco serventia na trama, fazendo parecer que elas são apenas plataformas para os personagens masculinos serem desenvolvidos e brilharem. Mas essa é apenas uma observação pessoal minha.

Eu gosto do tom mais sombrio, poético e certas vezes apático da trama. Há uma certa crudez em certos temas e esse tom mais cru adiciona uma camada de complexidade ao drama como um todo. A fotografia, a direção, os ângulos das câmeras e a manipulação de acontecimentos são muito imersivos e te conduzem para caminhos diferentes e te fazem pensar em muitas possibilidades ao mesmo tempo.

O que mais se destacou para mim no drama com certeza foi a trilha sonora. As músicas foram muito bem escolhidas e encaixadas, trazendo clássicos do rock, metal e da música clássica. O fator musical no drama é muito forte, principalmente nos episódios finais. Cada personagem tem uma espécie de música tema que te ajuda associar rapidamente eles. As músicas no geral são muito boas.

Eu gosto do tom melancólico e obscuro da obra e acabou me conquistando bem mais que a maioria dos doramas que já assisti anteriormente, provavelmente porque o fator romance é pouco explorado nessa obra e quando é explorado é feito de uma maneira bem diferente do comum, pelo menos em minha interpretação.

White Christmas trabalha com temas filosóficos e um pouco mais abstratos, além de debater alguns tabus e assuntos que circundam a sociedade coreana de uma maneira profunda.

Ainda sim, tenho minhas ressalvas, afinal existem alguns furos cruéis no roteiro, mortes mal explicadas e com pouca coerência. Alguns personagens que, sinceramente, não fariam falta na história no final de tudo e que foram mal desenvolvidos ao decorrer da trama, além de um final um pouco confuso e apressado.

Entretudo, apesar de suas falhas, White Christmas sucede muito bem no que se propõe. E eu com certeza recomendaria que dessem uma chance para essa obra. Eu não assistiria de novo porque eu acredito que White Christmas é um drama para se assistir apenas uma vez, porque não tem muita graça depois que você assiste o final e as peças do quebra-cabeça são montadas.

Agora, o que eu posso concluir após assistir todo o drama e me deparar com a pergunta: "Monstros são criados ou nascidos?". Em minha interpretação, a obra responde com um simples: todos somos monstros. Mas isso não necessariamente é ruim. Dificilmente no final da obra você vai dizer que aquele grupo de estudantes é ruim por ter feito aquilo com o serial killer. Nós somos monstros dependendo da situação, do ponto de vista e da moral que estão sendo usados como parâmetro. Há um monstro em todos nós e que pode ser despertado quando somos colocados diante de situações extremas. Dependendo da situação, precisamos ser cruéis, primitivos, seguir apenas os instintos, quase como se nos tornassemos uma besta, mas isso realmente nos torna monstros?

Ao decorrer do drama, cada personagem vai se tornando um monstro único e que dependendo do ponto de vista bem podem ser considerados maus ou bons. Essa monstruosidade é inerente ao ser humano, corresponde aos nossos instintos mais primitivos que foram uma vez mascarados pela evolução.

No final a pergunta mesmo deveria ser: o que é ser um monstro? É matar pessoas por prazer? É tomar atitudes egoístas para sobreviver? É ter pouca empatia e sentimentos? É virar as costas e negar a conivência para com um suicídio? Eu acho que o drama responde essas perguntas com clareza e promove uma cerra reflexão acerca do tema. Por esse e outros motivos, apesar de alguns tropeços no roteiro e escolhas duvidosas, o drama vale a pena demais de assistir e não me arrependo.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
alienshore7
68 pessoas acharam esta resenha útil
Jan 17, 2013
8 of 8 episódios vistos
Completados 1
No geral 9.5
História 10
Acting/Cast 9.5
Musical 10
Voltar a ver 10
I finished this drama special last night (this morning) at around 1:00 am. There was so much adrenaline pumping through me that I wanted to write my review right then, but at the same time I had to digest this masterpiece for a while first. Because this is a masterpiece, and here's why.

First, I will say that if you like Kdramas, this one is absolutely unique in the entire genre. I've seen over 100 and nothing even seems to have been made on the same planet as this. So it definitely has the uniqueness factor - check.

Secondly, because it was a special rather than a full drama, it has a nice short run time of only 8 episodes, so it is great for those with ADHD or who like Kdramas but not the fact that they tend to be so long. Actually, my only real complaint about this drama is that there isn't more of it!

Of course, the first two positive things I've said about this drama are just shallow fluff and not really the reasons I called it a masterpiece. But they are good reasons that I think this is the ultimate drama for introducing noobs to Kdramas (particularly American noobs as those are the kind I know best).

But now on to the real meat of the matter -- why is this a masterpiece, and not just a Korean masterpiece, but possibly a masterpiece of television, period?

1. VISUALS! Did I say visuals? Oh, and visuals. This is one of the most singularly beautiful (and eerie) things I've ever watched. The PD is Kim Yong Soo and going foward I will watch anything he directs (he directed Equator Man, which while it has its plot flaws, no one can deny its cinematography is stunning). Every camera shot is perfectly framed for maximum visual and emotional impact. At times it felt more like watching a series of paintings or artistic photographs pass by rather than film. The visual harmony between the stark modern architecture, the snow, the shadows and even the physical characteristics of the actors themselves and how they are framed in each and every shot demonstrates tremendous forethought and superior aesthetic awareness. I could have watched this drama with the sound and subs off and still enjoyed it; that's how beautiful it is.

2. Acting. Considering the youth of this cast, the acting was quite good, and this drama could not have been pulled off without their sublime efforts because the claustrophobic, character-driven nature of this drama requires great acting. I read on Dramabeans that when the kids were cast that the writer cared more about physical type (because the visuals and theme were that important to her) than acting ability and that most of the actors were considered relatively inexperienced at the time; although, we know most of them very well now (Woo Bin and Sung Joon, for example). I found this revelation startling in light of the brilliance of their acting in White Christmas.

3. Music. Much like the visuals, the music was also all perfectly thought out at every moment to achieve maximum emotional effect. And for we English speakers, there is deft use of some popular tunes like AC/DC's Back in Black, Arcade Fire's Wake Up and Massive Attack's Teardrop (aka the theme song from House), just to name a few. This actually is my favorite soundtrack of any Kdrama I've seen because much of the music was recognizable and that just added to the overall impact of how well it was used to increase the emotional impact of the scenes and theme, rather than just as background music like so many soundtracks. The soundtrack in this drama practically takes on a life of its own and White Christmas would not be the same without it.

4. Theme & Writing. No bones about it, this is a DARK drama and not for the faint of heart. But once again, what makes it great is that it is not dark in the usual twisted crazy parent, birth secret, killing for money, insane makjang way of most dark Kdramas. This is dark because of the theme and the theme is a very simple and universal one relatable to anyone anywhere (that I am not going to go into here because I don't want to give anything away). Much like with the visuals and the music, the writing was also very focused in this drama, without any of the meandering, unfocused, repetitiveness that plagues the live shoot portion of so many Kdramas. Sure it was only 8 episodes, but every scene, every word, of those 8 episodes was perfectly thought out to elucidate the main theme with nothing extraneous and nothing left out either. EXCEPT....

There was one flaw in this otherwise perfect drama and it's a pretty major plot hole that occurs in the last episode that sent my bulls*** radar pinging. And despite my great love of this drama I refuse to let the writer off. If you've seen it, you probably know what I mean. However, I understand why the writer had to do what she did for the overall structure and theme of the drama, and, therefore, I forgive her. Because, in the wake of this glorious tour de force, I am willing to let a little final-hour-what-the-f**ckery slide.

In summation, watch this drama! You will NOT be disappointed. And if by same crazy miracle you are, there is a scene in episode 6 where all the guys take their shirts off, so hold on until there at least!

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?

Detalhes

  • Special: Drama Special Series Season 1: White Christmas
  • País: Coreia do Sul
  • Episódios: 8
  • Exibido: Jan 30, 2011 - Mar 20, 2011
  • Exibido On: Domingo
  • Original Network: KBS2
  • Duração: 1 hr. 5 min.
  • Classificação do Conteúdo: 18+ Restrito (violência e palavrões)

Estatísticas

  • Pontuação: 8.4 (avaliado por 6,775 usuários)
  • Classificado: #675
  • Popularidade: #1004
  • Fãs: 16,406

Principais Contribuidores

edições 37
edições 25
edições 24
edições 18

Notícias e artigos

Listas populares

Listas relacionadas de usuários
Short KDrama
2101 titles 441 loves 15
Psychopaths & Serial killers
90 titles 328 loves 11
Horror / Thriller (*Rated Order*)
244 titles 287 loves 6

Assistido recentemente por