Detalhes

  • Última vez online: 8 horas atrás
  • Gênero: Feminino
  • Localização: Brasil
  • Contribution Points: 1,365 LV7
  • Papéis:
  • Data de Admissão: outubro 18, 2020
Arthdal Chronicles Part 3: The Prelude to All Legends korean drama review
Completados
Arthdal Chronicles Part 3: The Prelude to All Legends
0 pessoas acharam esta resenha útil
by Isabela
Jun 10, 2024
6 of 6 episódios vistos
Completados
No geral 9.5
História 10.0
Atuação/Elenco 10.0
Musical 6.0
Voltar a ver 8.0

Obra-prima

Primeiro de tudo, tem que muito tempo que eu não escrevo uma resenha, então relevem qualquer coisa! Mas como esse dorama é uma obra-prima, eu tive que escrever uma resenha pra enaltecê-lo. Pra facilitar, eu vou dividir a resenha em tópicos.

Impressão geral: Crônicas de Arthdal é que é uma grande produção, parece mais uma obra cinematográfica do que uma série, a qualidade é muito alta. É tudo muito bem produzido, desde os figurinos até a ambientação, cenários e paisagens, e tudo muito suntuoso, a cara da riqueza. Os figurinos são muito bem feitos e bonitos, principalmente os da Taelha, eu adorei todas as roupas dessa mulher, tinha tempo que eu não curtia tanto assim as roupas de uma personagem.

Enredo/história: O enredo é original e realista, mostra como realmente acontece a dominação de um povo sobre outro e a fundação de uma civilização/nação , mostra todos os aspectos, bons e ruins.
Fora isso, não é um drama leve, pelo contrário, na maior parte do tempo é bem sério, sem cenas de alívio cômico, e com muitas intrigas políticas, que eu adoro.
E uma coisa que eu gostei bastante é que o roteiro não é preguiçoso, não tem saídas fáceis e os problemas não são resolvidos num passe de mágica. Ou seja, ele sabe que o espectador não é burro e que não vai acreditar em qualquer coisa.

Ambientação: Os cenários e paisagens são muito bonitos, são muito diferentes uns dos outros, realmente parece um continente inteiro, com vários povos bem diferentes uns dos outros, desde as roupas, acessórios, até idiomas diferentes. A caracterização é muito convincente, realmente parecem povos e espécies diferentes, e não que são todos coreanos.

Personagens: Os personagens são muito bem escritos, complexos — a maioria não é nem vilão nem mocinho — e com histórias e motivos aprofundados, a gente entende bem os personagens e as decisões deles. E a maioria das personagens femininas é forte e dona de si, adorei o modo como retrataram a Tanya e a Taelha, que são mulheres que no início vivem a vida do jetio que as outras pessoas escolhem mas depois passam a tomar as próprias decisões e a determinar o próprio destino.

Atuação: O elenco foi muito bem escolhido, no geral a atuação é excelente, tanto os atores veteranos quanto os mais novos dão um show de atuação. Não tem um ator mediano, até os coadjuvantes e aqueles que aparecem bem pouco são muito bons.
E o Song Joong Ki merece uma menção honrosa, a atuação dele é impecável. Ele faz dois personagens com personalidades completamente diferentes, e ele atua tão bem que dá pra saber quem é quem mesmo sem a caracterização.

Conclusão: Essa 1ª temporada já virou um dos meus doramas favoritos. Então super recomendo que você assista esse dorama, se quiser assistir algo mais sério e de alta qualidade. Tenho certeza que você não vai se arrepender!
Esta resenha foi útil para você?