Adeus Minha Princesa (2019) poster
8.3
Sua Avaliação: 0/10
Avaliações: 8.3/10 de 6,074 usuários
# de Fãs: 17,553
Resenhas: 110 usuários
Classificado #1265
Popularidade #930
Fãs 6,074

Xiao Feng é a adorada princesa de Liang Ocidental quando tem seu casamento arranjado com o príncipe herdeiro Li Cheng Yin. Amada imensamente por seu povo, ela parte em uma jornada deixando o lugar que ama para se tornar a princesa herdeira. Apesar de o Príncipe Herdeiro ser uma das pessoas mais poderosas, perdendo apenas para uma, o Palácio Oriental, onde ele vive, é o mais perigoso da nação. Será que Xiao Feng vai encontrar o amor verdadeiro na sua jornada e conseguirá superar o cruel mundo da política? (Fonte: Viki) Editar Tradução

  • Português (Brasil)
  • Burmese
  • Français
  • Deutsch
  • País: China
  • Tipo: Drama
  • Episódios: 52
  • Exibido: Fev 14, 2019 - Mar 25, 2019
  • Exibido em: Segunda, Quinta
  • Original Network: Youku
  • Duração: 45 min.
  • Pontuação: 8.3 (scored by 6,074 usuários)
  • Classificado: #1265
  • Popularidade: #930
  • Classificação do Conteúdo: 15+ - Teens 15 or older

Onde assistir Adeus Minha Princesa

Viki
Grátis (sub)
Netflix
Subscription (sub)
MQ Media USA
Grátis (sub)
MZTV Exclusive
Grátis (sub)
KUKAN
Grátis (sub)
Prime Video
Subscription (sub)

Elenco e Créditos

Resenhas

Completados
Seoran
0 pessoas acharam esta resenha útil
Set 2, 2023
52 of 52 episódios vistos
Completados 0
No geral 7.5
História 6.0
Acting/Cast 8.0
Musical 9.0
Voltar a ver 4.0
Esta resenha pode conter spoilers

O drama não é sobre amor

Spoilers bem sutis.

Antes de começar a assistir este drama é importante saber disso. Eu também assisti a versão sem cortes. O drama passa uma prévia impressão, que se mantém no primeiro arco, de que a história é sobre o romance dos protagonistas. E tudo bem se você suspeitar que a trama será intensa e trágica, isso não seria um problema. A questão é que esse romance fica em segundo plano pela maior parte do drama.

O drama se utiliza do recurso de perda de memória para validar alguns conflitos e atitudes. Sinceramente não gosto muito deste recurso, mas ele poderia ter sido interessante se bem aproveitado e utilizado por um tempo viável, mas parece que só existe para respaldar a fragilidade dos conflitos.

A trama acaba focando numa vingança do principe herdeiro. Apesar desse enredo político não ser tão desinteressante, o tempo que ele consome do drama acaba se tornando massante. Outra coisa é que as motivações para essa vingança existem, são válidas, porém não são convincentes o suficiente para nós, que assistimos. É uma trama de vingança na qual o protagonista se envolve repentinamente, com conexões emocionais fracas. Por exemplo, se vingar por sua mãe com a qual sequer conviveu por um único ano. Ele cria o desejo de se vingar apenas depois de saber a verdade, após estar crescido e ter uma conversa com a tia. Se ele tivesse crescido sabendo que sua mãe foi injustiçada eu entenderia mais.

E não pára por ai. Mesmo quando ele é capaz de atingir seus objetivos, ele o faz deixando a pessoa que ele realmente ama no escuro. É aquela premissa que vemos em muitos dramas, do mocinho querendo poupar a mocinha de se envolver nos perigos do palácio, mas ele faz isso a maltratando, a fazendo acreditar seriamente que ele não a ama.

O arco inicial em si é um tanto absurdo, mas muito bom. A gente consegue empatizar com a princesa e compreender a dor dela, ao ponto de torcer exclusivamente por ela. Esse sentimento se mantém a trama toda. No entanto, o arco que separa o começo do fim do drama é muito longo e repleto de mal entendidos que se estendem por muito tempo com desculpas e embasamentos pouco sólidos.

Volto a dizer que não é sobre amor. Só se for sobre o amor entre irmãs, entre mulheres que se ajudaram no decorrer da trama. Essa parte eu achei muito comovente e digna de me tirar lágrimas. A dama de companhia da princesa é quem foi leal e preocupada com ela, até o fim. A outra dama de companhia dela também a compreendia e cuidava dela com sinceridade. A relação entre as mulheres é bem desenvolvida e digna de uma boa nota.
O drama retrata mulheres fortes e homens egoístas.
Nenhuma novidade né.

Posso até concluir que o drama é realista. Mas não é essa sua premissa quando ele se promove falando sobre o casal principal. Seria mais fiel se disesse que é sobre guerra, traições, políticas, disputas pelo trono. No meio de tudo isso, um romance trágico que de amor de verdade não tem nada. O príncipe não deixar a princesa ir embora não é bonito, não é porque ele a ama demais. É porque ele ama a si mesmo e quer prendê-la. Por esse amor que ele alega sentir, ele se sente no direito de afastá-la das pessoas que ela ama, mesmo que ele tenha que matar essas pessoas. Isso é surreal.
O tanto que essa princesa sofre por conta desse "amor" é bem surreal. De um modo que, mesmo que num momento, ela tente transmitir que não consegue odiar sinceramente o protagonista (ou que ainda o ama) isso acaba não fazendo muito sentido pra quem assiste. O romance de verdade, esse amor dela, só existe no primeiro arco. Depois de tudo o que acontece, quando tá perto do fim da trama, um simples argumento de "eu me odeio por não conseguir odiá-lo" não é o suficiente pra nos comover e sentir que sim, é verdade, exite amor entre eles.

Um detalhe curioso é que eu também não senti aquele click que a faz a gente perceber que o protagonista se apaixonou. No primeiro arco eu senti isso numa cena, mas no segundo, com ambos perdendo a memória, eu não senti esse click emocional em nenhuma das partes.

A trama teve seu foco num homem egoísta que fez tudo pelo poder que ele almejava, pelo trono e pela vingança. Fez de tudo, inclusive usar quem ele dizia amar, deixá-la no escuro (com a desculpa vazia de poupá-la) e pisar nela por mais de uma ou duas vezes. Pra só depois que ele conquistar tudo o que queria, surgir todo alegre achando que seria possível juntar os cacos que sobrou dessa princesa. Mas não dá pra juntar esses cacos.
E bom, parece que a trama se apropria da desculpa da perda de memória (de ambos) pra poder passar um pano. Mas não dá.
Isso não é amor. É manipulação, egoísmo, tortura psicológica, tudo menos amor de verdade. O príncipe insiste em perseguí-la porque tá pensando só em si mesmo, na própria felicidade e desejos, ele tá pouco se importando com o que ela quer, e isso é bem nítido na trama.
A gente acaba torcendo pra princesa ser feliz. A gente chega até a não se importar com o fato do romance não ser genuíno, e nos apegamos a ela, a uma princesa adorável pra quem a gente torce. Queremos ver ela superar seus obstáculos e ser feliz, com ou sem um amor. Esse é um bom ponto do drama.

No mais, o drama tem uma produção linda, personagens secundários cativantes, trilha sonora marcante, boas interpretações. Vale a pena assistir já preparado. Não espere um romance bonito, um amor verdadeiro. A trama romântica fica na maior parte do tempo em segundo plano, e o drama retrata um amor egoísta, idealizado e cruel. Mas para quem gosta de tramas políticas intensas é uma boa sugestão.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?
Completados
liteulkwin
140 pessoas acharam esta resenha útil
Mar 28, 2019
52 of 52 episódios vistos
Completados 5
No geral 10
História 10
Acting/Cast 10
Musical 10
Voltar a ver 10
Fei Wo Si Cun did that. She did that, y'all! My heart has been broken like it hasn’t been broken before. But I’d follow along on this journey all over again in a heartbeat. I’m manic for plot and characters, and this drama’s got both. This is one of the most tragic stories I’ve ever encountered on any medium. Two people so destined to love but so doomed for it at the same time. The ill-fated circumstances they live in are grander than they have control over. It is a story that realizes both the strengths and weaknesses of love. Though the execution of the overall plot line had some technical flaws, as nearly all dramas do, the story as a whole is just so poignantly beautiful. It will resonate with me forever.

Li Chengyin is the character I’ve always wanted to see. He is a complex character living in a treacherous world. He has to use his cunning every single moment of every single day just to stay alive. Every mistake that made him appear soft brought danger to his doorstep, so can you blame him for the person he’s become? He’s so clever in the face of his enemies, but that becomes his downfall in the face of love. You love him and then you hate him and then you love him all over again.

Qu Xiaofeng is such a charming girl. She defies norms in costume/historical dramas wherein she IS the politically-favored wife, she doesn’t have to fight her way to the top of the harem, she has almost no trouble getting along with anyone in the palace, yet she’s put in this lonely predicament because of the narrative Li Chengyin fabricates in his best attempt to protect her. He tries so hard to protect her from everyone that he forgets to protect her from himself. The thing is— she doesn’t need to be sheltered; she’s brave, upstanding and receptive. His attempts to preserve her innocent spirit pushes them further away from each other.

While Chengyin lives in a world of darkness dealing with the demons surrounding them, Xiaofeng is the brightest light, his polar opposite. And that’s why they seem to never agree on anything. In another lifetime, their love could have been a romantic comedy; if he were just a regular tea merchant, they would have lived every single day together, trifling and loving. Their chemistry is undeniable. On top of that, the performance by Chen Xingxu and Peng Xiaoran breathes life into the characters from the novel. They convincingly portrayed every sweet moment and every heartbreak. I still feel strong sorrow for these characters as if they’re actual people I know.

The costumes and cinematography in the drama are so lovely, the characters are charming, the dubbing is really well done, the OST is unforgettable, and above all, the story is beautiful. This drama exceeded all of my expectations. If you’re interested in a tale that dares to straddle the line between love and hate and still manages to make it work, I implore you to give this drama a chance.

Leia Mais

Esta resenha foi útil para você?

Detalhes

  • Drama: Adeus Minha Princesa
  • País: China
  • Episódios: 52
  • Exibido: Fev 14, 2019 - Mar 25, 2019
  • Exibido On: Segunda, Quinta
  • Original Network: Youku
  • Duração: 45 min.
  • Classificação do Conteúdo: 15+ - 15 anos ou mais

Estatísticas

  • Pontuação: 8.3 (avaliado por 6,074 usuários)
  • Classificado: #1265
  • Popularidade: #930
  • Fãs: 17,553

Principais Contribuidores

edições 124
edições 52
edições 44
edições 24

Notícias e artigos

Listas populares

Listas relacionadas de usuários
All Time Favorite Dramas
686 titles 1714 loves 35
Chinese Historical Drama
418 titles 547 loves 3
Causes Ugly Crying /Heartbreaking
333 titles 502 loves 39

Assistido recentemente por